sexta-feira, 23 de março de 2018

O TESTE DE GRAVIDEZ




Após passar mal durante 3 dias, resolvi fazer um teste de gravidez.

Eu já havia feito alguns durante esses quase 9 anos de casada, especialmente após o início das profecias sobre gravidez.

Mas confesso que fazia esperando o resultado negativo e a sensação era de grande alívio quando eu constatava que se tratava apenas de um atraso comum.

Mas dessa vez o temor era maior. Comprei 2 testes de gravidez para fazer ao fim do dia com meu Digníssimo.

Ele demorou a chegar em casa e, como eu estava sozinha, passando mal e ociosa, resolvi fazer um e deixar outro para fazer quando ele chegasse.

Meu marido havia me dito que quando eu ficasse grávida, ele gostaria de estar presente na hora do teste. No início do casamento eu planejava fazer uma surpresa quando descobrisse, para quando ele chegasse do trabalho.

Acontece que como ele esteve muito doente, ficou afastado do serviço, então achei muito difícil fazer surpresa com a pessoa a ser surpreendida dentro de casa.

Com o tempo, ele me disse que, se eu fizesse um teste de gravidez, ele queria estar junto e assim foi.

Como eu disse anteriormente, eu sentia dor forte nos seios,  tontura, ânsia de vômito e dor de estômago 24 horas por dia (cogitei TPM forte). E fazia xixi de 2 em 2 horas (cogitei infecção na urina). 

Estava aérea e com falta de concentração por não dormir direito, pois era só pegar no sono que tinha que ir ao banheiro.

Fiz o teste de gravidez, meio zonza de sono, passando muito mal e o resultado foi....


NEGATIVO!


Joguei o teste no lixo e senti uma sensação de alívio com desapontamento que nem sei explicar.

Algumas horas depois meu Digníssimo esposo chegou e logo o chamei para fazer o outro teste de gravidez "para acabar logo com isso",  já tinha visto que não estava grávida.

Fiz xixi no palitinho e entreguei para ele. Ele pegou o teste e saiu rindo, pulando e tirando foto.

Vale ressaltar que meu marido é a pessoa mais engraçada e tiradora de sarro que eu conheço. De tudo ele faz brincadeira.

Quando ele começou a fotografar o palitinho e pular, eu pensei que estava me zoando, rs.

Comecei a falar para parar de brincadeira, que eu sabia que era negativo.

Então ele veio até mim e disse a frase icônica:

-Eu não sei o que fazer porque eu nunca fui pai, Eu tô muito feliz!

E os olhos verdes dele (cor de mato) brilhavam.

E quando ele me mostrou o teste eu entrei em choque:

POSITIVO!

Nesta hora olhei o teste que eu havia jogado no lixo do banheiro e que tinha feito horas antes, pensando que tinha acontecido algum problema no teste e pude constatar que tinha dado POSITIVO também.

O problema é que eu estava passando mal e não vi direito.

A sensação foi inédita e inesquecível. Me deu um medo tão grande, um choque e uma alegria ao mesmo tempo que não consigo descrever.

Sensação de que minha vida iria mudar para sempre.

Meu marido me abraçou e assim ficamos naquele banheiro, extasiados com o que estava por vir.
Era 13/10/2017 e nunca vamos nos esquecer. 

ESTAMOS GRÁVIDOS. 



Ouça a primeira música que ouvi com o bebê (me lembra meu casamento e nosso primeiro "filhotinho" que está por vir):



Nenhum comentário:

Postar um comentário